Windows 10 – A última versão do Windows?

Windows 10 – A última versão do Windows?

Microsoft Windows 10

Microsoft Windows 10

“Neste momento estamos lançando o Windows 10, e porque o Windows 10 é a última versão do Windows, estamos todos trabalhando nele.” Esta foi a mensagem do executivo de desenvolvimento da Microsoft Jerry Nixon, um desenvolvedor evangelista que falou no evento Microsoft Ignite da empresa essa semana. Nixon explicou como a Microsoft estava lançando o Windows 8.1 ano passado, mas ao mesmo tempo estava desenvolvendo o Windows 10 em segundo plano. Agora, os funcionários da Microsoft podem falar abertamente sobre as atualizações futuras do Windows 10 porque não há mais nenhum segredo vindo em breve. Agora é só o Windows 10. Isso soa como se a Microsoft fosse descontinuar o Windows, e não criar mais versões do sistema operacional no futuro, porém a  realidade é mais complexa do que isso. O futuro é algo como “Windows como um serviço”.

Windows como um Serviço? Como assim?

A Microsoft vem discutindo a idéia de ter o Windows como um Serviço, porém a empresa não explicou ainda exatamente como isso vai funcionar nas versões futuras do sistema. Isso pode ser porque não haverá realmente nenhuma versão futura “completa” do Windows, ao menos não no futuro previsível. A Microsoft modificou a forma como ela desenvolve e entrega o Windows, e o resultado inicial é o Windows 10. Em vez de grandes releases do sistema operacional, haverá melhorias e atualizações regulares. Isso é conseguido em parte ao separar os componentes do sistema operacional, como por exemplo o Menu Iniciar e as aplicações embutidas, de modo que essas partes possam ser atualizadas de forma independente do núcleo do sistema operacional. É uma grande mudança, mas é algo no qual a Microsoft vem trabalhando ativamente no Windows 10 para garantir que ele se estenda a vários tipos de dispositivos.

Veremos os resultados disso nos próximos meses, mas a Microsoft já está no modo de lançamento de um bom número de seus aplicativos e serviços que rodam no Windows 10. A empresa está testando várias versões de preview do Windows 10, e alguns aplicativos como o Mail já foram projetados para executarem atualizações mensais regulares. Até mesmo o Office para Windows 10 terá atualizações regulares, de forma análoga a uma versão móvel de aplicativos, em vez de ter uma grande versão completa lançada a cada par de anos.

Provavelmente não veremos mais grandes upgrades ou lançamentos de versões completas novas do Windows no futuro. Esse novo processo de atualizações a ser implantado com o Windows 10 provavelmente será parecido com o que o navegador Google Chrome utiliza – atualizações regulares com números de versão aos quais geralmente nem prestamos atenção. Esta é a idéia do “Windows como um serviço”, e a noção de que o  Windows 10 possa ser a última versão principal do Windows. a Microsoft poderia até optar por lançar “Windows 11, 12, 13” no futuro, mas se as pessoas atualizarem seus sistema para o Windows 10 e as tais atualizações regulares funcionarem como esperado, então todos falaremos apenas em “Windows” sem nos importarmos mais com números de versão. De acordo com Steve Kleyhans, vice-presidente de pesquisas da Gartner, “não haverá Windows 11. O que veremos é um ritmo mais rápido de atualizações do Windows”.
Fonte: The Verge

Sobre Fábio dos Reis (1333 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*