Impacto da Inteligência Artificial no futuro dos empregos – de acordo com a própria IA

Impacto da Inteligência Artificial no futuro dos empregos

Muito se tem debatido a respeito do futuro dos empregos no cenário (cada vez mais próximo) de adoção de recursos de inteligência artificial de forma generalizada.

Duas correntes de pensamento se opõem: uma, mais pessimista (ou realista?) que enxerga a IA como uma ameaça ao trabalho de milhões de pessoas, com o potencial de causar desemprego em massa, principalmente entre pessoas com menor qualificação; outra, mais otimista, que vê com bons olhos o desenvolvimento e adoção da inteligência artificial como forma de gerar mais empregos e novos postos de trabalho, até então inexistentes.

Mas qual será o impacto real disso? Quem está com a razão?

Para ajudar a responder a essa e outras indagações relacionadas, nada melhor que perguntar a um sistema de inteligência artificial: este artigo, a partir do próximo parágrafo, foi escrito totalmente pelo chatbot (robô de conversa) de inteligência artificial ChatGPT, desenvolvido pela empresa americana OpenAI, a partir de perguntas que fiz ao sistema.

Ah, e as ilustrações presentes no artigo também foram geradas por um sistema de inteligência artificial, o DALL·E 2, também desenvolvido pela OpenAI.

Será que esse sistema é realmente inteligente? Conseguem perceber que o texto foi escrito por um chatbot? E o conteúdo, concordam ou discordam?

Leiam e tirem suas próprias conclusões.

Inteligência Artificial e o Trabalho

Por ChatGPT

Em que contexto a IA pode ser perigosa para as pessoas?

A IA pode ser perigosa em vários contextos, como:

  • Preconceito e discriminação: os sistemas de IA podem perpetuar e até mesmo ampliar o viés e a discriminação se forem treinados com base em dados tendenciosos. Isso pode levar a decisões injustas e resultados negativos para grupos marginalizados.
  • Deslocamento de empregos: a IA pode automatizar determinados trabalhos, levando ao deslocamento de empregos e à interrupção econômica. Isso pode ser particularmente prejudicial em contextos onde o desemprego é alto e as redes de segurança social são fracas.
  • Privacidade e segurança: os sistemas de IA podem coletar e processar grandes quantidades de dados pessoais, que podem ser vulneráveis a hackers e uso indevido. Isso pode levar a violações de privacidade e riscos de segurança.
  • Sistemas autônomos: os sistemas de IA podem operar de forma independente, o que pode ser perigoso em determinados contextos, como transporte e aplicações militares, se os sistemas falharem ou apresentarem mau funcionamento.
  • Falta de transparência: os sistemas de IA podem ser complexos e opacos, dificultando a compreensão de como eles tomam decisões. Isso pode ser perigoso em contextos onde a confiança e a transparência são importantes, como nas áreas de saúde e justiça criminal.
  • Consequências não intencionais: os sistemas de IA podem ter consequências não intencionais, como perturbações econômicas, danos ambientais e efeitos negativos em geral na sociedade.

Empregos e a inteligência artificial

É importante observar que esses riscos podem ser mitigados por meio do desenvolvimento e implantação responsáveis da IA, incluindo considerações e regulamentações éticas. Além disso, a sociedade deve colaborar ativamente para garantir que os benefícios da IA sejam amplamente distribuídos e que o impacto negativo seja minimizado.

Inteligência artificial e a empregabilidade

A inteligência artificial (IA) tem o potencial de automatizar certas tarefas e trabalhos, o que pode levar à perda de empregos em alguns setores. No entanto, também é provável que crie novos empregos e oportunidades em áreas como desenvolvimento e manutenção de IA, análise de dados e gerenciamento.

Além disso, a IA também pode melhorar a eficiência e a produtividade em muitos setores, levando ao crescimento econômico e à criação de empregos. É importante observar que o impacto da IA nos empregos varia de acordo com o setor e a aplicação específica da tecnologia. Além disso, também depende de como a sociedade e o governo optam por se adaptar e mitigar as mudanças trazidas pela IA.

Tipos de empregos que podem desaparecer por causa da IA

Trabalhos que envolvem tarefas repetitivas e aqueles que podem ser facilmente automatizados são mais propensos a serem afetados pela IA. Exemplos de tais trabalhos incluem:

  • Trabalhos de fabricação, como atividades em uma linha de montagem
  • Trabalhos de entrada de dados e processamento de dados
  • Trabalhos de transporte e logística, como caminhoneiros, taxistas e motoristas de Uber
  • Trabalhos de atendimento ao cliente, como operadores de call center
  • Trabalhos de varejo, como caixas e balconistas
  • Trabalhos administrativos e de escritório, como recepcionistas e assistentes administrativos

No entanto, é importante observar que nem todos os empregos nessas indústrias desaparecerão necessariamente e que algumas tarefas dentro desses empregos podem ser automatizadas, enquanto outras não. Além disso, novos empregos também serão criados como resultado do uso crescente de IA em vários setores, como analistas de dados, desenvolvedores de IA e engenheiros de aprendizado de máquina (machine learning).

Empregos e a inteligência artificial

Empregos que podem ser perdidos e empregos que podem ser criados pelo uso generalizado da IA.

O uso generalizado da IA pode levar à perda de empregos em certos setores, mas também pode criar novas oportunidades de emprego. Aqui estão alguns exemplos de empregos que podem ser perdidos ou criados pela IA:

Trabalhos que podem ser perdidos para a IA:

  • Entrada e processamento de dados: as ferramentas com tecnologia de IA podem automatizar as tarefas de entrada e processamento de dados, tornando-as mais rápidas e precisas.
  • Trabalhos de manufatura e linha de montagem: a robótica e a automação podem substituir os trabalhadores humanos nas linhas de montagem e nas fábricas.
  • Transporte e logística: veículos autônomos e drones podem substituir motoristas e pilotos humanos.
  • Varejo e atendimento ao cliente: os chatbots com IA podem lidar com consultas de atendimento ao cliente e fazer recomendações, substituindo os representantes humanos de atendimento ao cliente.

Trabalhos que podem ser criados pela IA:

  • Desenvolvimento e manutenção de IA: à medida que o uso de IA aumenta, haverá uma demanda crescente por pessoas com habilidades em desenvolvimento e manutenção de IA.
  • Análise e interpretação de dados: a IA gera grandes quantidades de dados, portanto, haverá uma necessidade crescente de pessoas com habilidades em análise e interpretação de dados.
  • Coordenação humano-IA: À medida que a inteligência artificial se torna mais prevalente, haverá uma necessidade crescente de pessoas com habilidades para coordenar e colaborar com sistemas de IA.
  • Ética da IA: À medida que a IA se torna mais comum, haverá uma necessidade crescente de pessoas com habilidades em ética da IA, como entender e gerenciar as implicações éticas dos sistemas de IA.
  • Novos modelos de negócios: à medida que a IA se torna mais prevalente, novos modelos de negócios surgirão, criando novas oportunidades de trabalho.

É importante observar que o impacto específico da IA no mercado de trabalho dependerá de como a IA é implementada.

Empregos e a inteligência artificial

Professores e a Inteligência Artificial

Como professor, me preocupo com o impacto das tecnologias de inteligência artificial em meu trabalho. Qual será o impacto da adoção da inteligência artificial para o trabalho docente, principalmente no que tange à empregabilidade?

É improvável que a IA substitua completamente o papel dos professores em um futuro próximo. Embora as ferramentas com IA possam ser usadas para complementar os métodos tradicionais de ensino, há certos aspectos do ensino que são difíceis de serem replicados pelas máquinas, como construir relacionamentos e fornecer apoio emocional aos alunos.

Trabalhos que exigem pensamento crítico e criatividade, como ensino, têm menos probabilidade de serem automatizados porque essas tarefas envolvem julgamento humano, planejamento estratégico, tomada de decisões e solução de problemas que são difíceis de serem replicados pelas máquinas.

Dito isto, a IA pode ser usada para aprimorar a experiência de ensino e torná-la mais eficiente. Por exemplo, ferramentas baseadas em IA podem ser usadas para personalizar o aprendizado, fornecer feedback em tempo real e avaliar o progresso do aluno. Nesse sentido, os professores podem precisar se adaptar às novas tecnologias e incorporá-las à sua prática docente.

Isso exigirá algum treinamento e desenvolvimento profissional, mas também abrirá novas oportunidades para os professores melhorarem a qualidade da educação e atingirem mais alunos.

É importante observar que a implementação da IA na educação dependerá do contexto específico e da disponibilidade de recursos, mas, em geral, o papel do professor continuará sendo essencial para o processo educacional.

Empregos e a inteligência artificial

O que fazer para evitar o problema de desemprego devido à IA

Existem várias etapas que os indivíduos podem seguir para evitar ou mitigar a possível perda de emprego causada pela IA:

  • Continue aprendendo: atualize continuamente suas habilidades e conhecimentos, especialmente em áreas relacionadas à tecnologia e análise de dados. Isso o tornará mais valioso para os empregadores e aumentará suas chances de encontrar novas oportunidades de emprego.
  • Seja adaptável: Esteja aberto para aprender novas habilidades e assumir novas funções. Seja flexível e esteja disposto a mudar sua carreira, se necessário.
  • Seja proativo: Seja proativo na busca de novas oportunidades de trabalho e networking com pessoas do seu setor.
  • Procure setores com menos automação: alguns setores, como saúde, educação e serviços profissionais, têm menor probabilidade de serem muito afetados pela automação.
  • Papel do governo e da sociedade: Os governos e a sociedade têm um papel importante na criação de políticas e programas para ajudar as pessoas a se ajustarem às mudanças no mercado de trabalho. Tais políticas podem incluir programas de reciclagem, benefícios de desemprego e redes de segurança social.
  • Abrace a IA: em vez de temer a IA, tente adotá-la. Há uma demanda crescente por pessoas com conhecimento e habilidades em IA, aprendizado de máquina e ciência de dados.

É importante observar que a perda de empregos e as mudanças trazidas pela IA não são um problema, mas uma oportunidade de melhoria, crescimento e progresso.

Problema à vista: pessoas com pouca ou nenhuma educação formal.

Embora seja verdade que uma educação formal em IA, aprendizado de máquina e ciência de dados pode ser benéfica, não é necessariamente um requisito para entrar nesses campos. Existem várias maneiras de indivíduos com pouca ou nenhuma educação formal adquirirem o conhecimento e as habilidades necessárias para seguir uma carreira em IA:

  • Recursos online: há uma ampla variedade de recursos online gratuitos e de baixo custo, como tutoriais, vídeos e cursos, que podem ensinar os fundamentos de IA, aprendizado de máquina e ciência de dados. Sites como Coursera, edX e Udemy oferecem uma ampla variedade de cursos de IA e aprendizado de máquina acessíveis a qualquer pessoa com conexão à Internet.
  • Bootcamps: Bootcamps são programas de treinamento intensivo que podem ensinar as habilidades necessárias para entrar em um campo específico em um período de tempo relativamente curto. Alguns bootcamps são especializados no ensino de IA e aprendizado de máquina.
  • Autoestudo: o autoestudo é uma ótima maneira de aprender sobre IA e aprendizado de máquina. Existem muitos livros, tutoriais e recursos on-line disponíveis que podem ajudá-lo a aprender os fundamentos dessas tecnologias.
  • Prática: A prática é o aspecto mais importante do aprendizado de qualquer habilidade. Ao trabalhar em projetos e experimentar diferentes tecnologias, você obterá uma compreensão mais profunda da IA e do aprendizado de máquina.
  • Networking: Networking é um aspecto importante de qualquer campo. Participe de encontros, conferências do setor e outros eventos para conhecer pessoas que trabalham com IA, aprendizado de máquina e ciência de dados. Isso pode ajudá-lo a aprender sobre novas tecnologias e oportunidades de trabalho.

Vale a pena notar que, embora uma educação formal possa ser um grande diferencial, o mais importante é ter a mentalidade certa, ser proativo e persistente no aprendizado e ter um bom entendimento dos conceitos e técnicas.

Mais problemas: pessoas que não têm acesso a esses recursos.

O acesso a recursos de educação e treinamento certamente pode ser uma barreira para alguns indivíduos, particularmente aqueles que vivem em países de baixa renda ou em desenvolvimento. No entanto, ainda existem algumas etapas que eles podem seguir para obter o conhecimento e as habilidades necessárias para seguir uma carreira em IA ou áreas afins:

  • Recursos comunitários: procure recursos comunitários, como bibliotecas, cibercafés ou centros comunitários que ofereçam acesso gratuito ou de baixo custo a recursos on-line e programas de treinamento.
  • Organizações sem fins lucrativos: procure organizações sem fins lucrativos que ofereçam treinamento e educação gratuitos ou de baixo custo para indivíduos de baixa renda ou origens desfavorecidas.
  • Programas governamentais: muitos governos têm programas em vigor para fornecer educação e treinamento a cidadãos de baixa renda ou de origens desfavorecidas. Procure essas oportunidades em seu país.
  • Aprendizado online: Mesmo que você não tenha acesso à internet em casa, ainda pode acessar recursos e cursos online em bibliotecas, cibercafés ou centros comunitários.
  • Networking: Networking e construção de conexões com pessoas que trabalham no campo podem ajudá-lo a aprender sobre novas tecnologias e oportunidades de trabalho.

É importante observar que, embora possa ser mais difícil para indivíduos que vivem em países de baixa renda ou em desenvolvimento acessar recursos de educação e treinamento, isso não é impossível. Com determinação, trabalho árduo e vontade de aprender, qualquer pessoa pode adquirir o conhecimento e as habilidades necessárias para seguir uma carreira em IA ou áreas afins.

Além disso, é importante notar que a solução para este problema não está apenas nas ações individuais, mas também no papel dos governos, organizações internacionais e setor privado na criação de políticas e programas que deem acesso à educação e treinamento a todos os cidadãos, independentemente de sua status socioeconômico.

Empregos e a inteligência artificial

A IA pode ampliar a diferença de renda entre os trabalhadores.

A IA tem o potencial de aprofundar a diferença de renda entre os trabalhadores, pois pode automatizar certos trabalhos, o que pode levar ao deslocamento de empregos e à interrupção econômica, principalmente para trabalhadores pouco qualificados. A automação também pode levar ao aumento da produtividade e ao crescimento econômico, mas esse crescimento pode não ser distribuído uniformemente, levando a um aumento da diferença de renda.

Além disso, se os benefícios da IA não forem amplamente distribuídos, isso pode levar a uma concentração crescente de riqueza e poder entre um pequeno grupo de indivíduos e empresas, o que pode exacerbar ainda mais a desigualdade de renda.

Por outro lado, é importante observar que a IA também pode criar novas oportunidades de emprego e crescimento econômico, principalmente para trabalhadores com empregos altamente qualificados e os benefícios da IA podem ser amplamente distribuídos para trabalhadores menos qualificados com as políticas e regulamentações corretas.

É importante observar que a desigualdade de renda é uma questão complexa e multidimensional que é afetada por diversos fatores, como educação, acesso a recursos e políticas governamentais. Portanto, abordar a desigualdade de renda no contexto da IA exigirá uma abordagem abrangente que considere todos esses fatores.

Nem todo mundo pode ou quer trabalhar em um posto relacionado à inteligência artificial.

Nem todo mundo pode estar interessado ou capaz de trabalhar em um trabalho relacionado à IA, e isso é perfeitamente aceitável. Aqui estão algumas dicas que os indivíduos podem seguir para tentar outras carreiras e evitar ou mitigar a possível perda de emprego causada pela IA:

  • Desenvolva habilidades em áreas com menor probabilidade de serem automatizadas: alguns empregos e setores, como saúde, educação e serviços profissionais, têm menos probabilidade de serem fortemente afetados pela automação. Desenvolver habilidades nessas áreas pode aumentar sua empregabilidade.
  • Desenvolva habilidades em áreas complementares à IA: existem muitos trabalhos e tarefas complementares à IA e à automação, como interpretação de dados, design e gerenciamento.
  • Procure trabalhos que exijam toque humano e criatividade: trabalhos que exijam criatividade, pensamento crítico e toque humano têm menos probabilidade de serem automatizados. Exemplos incluem empregos nas artes, design e trabalho social.
  • Desenvolva habilidades interpessoais: habilidades interpessoais, como comunicação, resolução de problemas e trabalho em equipe, são importantes para muitos empregos e continuarão em alta demanda.
  • Esteja aberto a mudanças: Esteja aberto a mudanças no mercado de trabalho e disposto a aprender novas habilidades ou buscar novas carreiras.

É importante lembrar que a perda de empregos e as mudanças trazidas pela IA não são um problema, mas uma oportunidade de melhoria, crescimento e progresso. Com a mentalidade e as habilidades certas, os indivíduos podem se adaptar e prosperar no mercado de trabalho em constante mudança. Além disso, os governos e a sociedade também têm um papel importante.

Onde investir: áreas com menor probabilidade de serem automatizadas

Como saber se a área de trabalho onde atuo pode sofrer impactos negativos devido ao uso da inteligência artificial?

Trabalhos e setores com menor probabilidade de serem automatizados normalmente têm as seguintes características:

  • Trabalhos que envolvem tarefas que exigem pensamento crítico e criatividade: essas tarefas são difíceis de serem replicadas pelas máquinas e podem exigir julgamento humano, como planejamento estratégico, tomada de decisões e solução de problemas.
  • Trabalhos que envolvem tarefas que requerem contato humano e interação: essas tarefas envolvem interações face a face, como fornecer apoio emocional, cuidar de pessoas e construir relacionamentos. Exemplos incluem saúde, educação e assistência social.
  • Trabalhos que envolvem tarefas que requerem percepção sensorial e destreza: Essas tarefas envolvem o uso dos sentidos humanos e movimento físico, como cozinhar, manutenção e construção.
  • Trabalhos que envolvem tarefas que exigem flexibilidade e adaptabilidade: essas tarefas envolvem trabalhar em ambientes imprevisíveis, como equipes de emergência e pesquisadores de campo.
  • Trabalhos que envolvem tarefas que exigem experiência em um campo específico: essas tarefas envolvem trabalhar com sistemas complexos e conhecimento especializado, como direito, engenharia e análise financeira.

Vale a pena notar que, embora certos empregos e indústrias possam ser menos propensos a serem automatizados, ainda haverá necessidade de humanos trabalharem em coordenação e colaboração com máquinas, haverá uma necessidade crescente de pessoas com habilidades em áreas como análise de dados , IA e automação, bem como pessoas com habilidades em áreas como gerenciamento de projetos, comunicação e liderança que podem ajudar as organizações a implementar e gerenciar novas tecnologias com eficiência.

É importante observar que o ritmo da automação varia de acordo com o setor e até mesmo com as tarefas específicas de um setor. Além disso, avanços tecnológicos e novos modelos de negócios podem mudar o potencial de automação de um trabalho ou indústria. É importante manter-se informado sobre os últimos desenvolvimentos e estar preparado para se adaptar às mudanças no mercado de trabalho.

Empregos e a inteligência artificial

E os governos e as empresas, como podem ajudar?

O impacto da IA no mercado de trabalho e no emprego é uma questão complexa que tem diferentes perspectivas.

Alguns argumentam que os governos e as empresas têm a responsabilidade de fornecer assistência financeira às pessoas que perdem seus empregos por causa da IA. Isso pode incluir coisas como programas de reciclagem e benefícios de desemprego para ajudar as pessoas a fazer a transição para novos empregos.

Por outro lado, outros argumentam que as empresas que desenvolvem e se beneficiam de sistemas de IA devem ser responsabilizadas pelas consequências sociais de sua tecnologia. Isso pode incluir coisas como impostos sobre automação, regulamentação sobre o desenvolvimento de IA e requisitos para que as empresas invistam em programas de retreinamento para trabalhadores demitidos.

É importante observar que não existe uma solução única para todos e abordagens diferentes podem ser mais apropriadas, dependendo do contexto e país específicos. Além disso, é importante considerar que o problema do deslocamento de empregos não é exclusivo da IA e vem acontecendo ao longo da história, mas com o aumento da taxa de avanços tecnológicos, o problema pode ser mais generalizado e grave.

Uma abordagem abrangente e completa provavelmente incluiria uma combinação de diferentes medidas, como programas de reciclagem, redes de segurança social e regulamentações para garantir que os benefícios da IA sejam amplamente distribuídos e os impactos negativos sejam minimizados.

É importante que governos, empresas e a sociedade como um todo trabalhem juntos para encontrar uma solução justa, equitativa e sustentável.

Melhores tecnologias para aprender e se manter atualizado na área de TI.

A área de TI está em constante evolução e novas tecnologias estão surgindo o tempo todo. Aqui estão algumas tecnologias consideradas importantes para se manter atualizado na área de TI, principalmente nas áreas de IA e big data:

  • Aprendizado de máquina: o aprendizado de máquina (machine learning) é um subconjunto da IA que envolve o desenvolvimento de algoritmos e modelos que permitem que os computadores aprendam e façam previsões sem serem explicitamente programados. É uma tecnologia chave para muitas aplicações de IA, como processamento de linguagem natural, visão computacional e carros autônomos.
  • Deep Learning: Deep Learning (aprendizado profundo) é um tipo de aprendizado de máquina que envolve o uso de redes neurais para processar e analisar grandes quantidades de dados. É particularmente útil para tarefas que envolvem reconhecimento de imagem e voz, e é uma tecnologia chave para muitos aplicativos de IA.
  • Python: O Python é uma linguagem de programação popular para IA e ciência de dados. Possui uma comunidade grande e ativa e é fácil de aprender, tornando-o uma boa escolha para iniciantes.
  • R: R é uma linguagem de programação e ambiente para computação estatística e gráficos. É amplamente usado para análise e visualização de dados e é particularmente útil para tarefas como mineração de dados e modelagem estatística.
  • Bancos de dados SQL e NoSQL: os bancos de dados SQL são usados para armazenar e gerenciar dados estruturados, enquanto os bancos de dados NoSQL são usados para armazenar e gerenciar dados não estruturados. Ambos são importantes para trabalhar com big data e são amplamente utilizados em aplicações de ciência de dados e IA.
  • Computação em nuvem: A computação em nuvem é a entrega de serviços de computação — incluindo servidores, armazenamento, bancos de dados, rede, software, análise e inteligência — pela Internet (“a nuvem”) para oferecer inovação mais rápida, recursos flexíveis e economias de escala. É importante para big data e IA porque permite fácil escalabilidade, elasticidade e eficiência de custos.
  • Sistemas Distribuídos: Os sistemas distribuídos são uma maneira de dividir um grande problema em problemas menores e mais gerenciáveis e resolvê-los em máquinas diferentes. É importante para big data e IA, pois permite processamento paralelo e distribuição eficiente de dados, além de ser uma tecnologia essencial para muitos sistemas de big data e IA
  • Engenharia de dados: a engenharia de dados é a prática de preparar, integrar e transformar dados para uso em análise e aprendizado de máquina. É importante para big data e inteligência artificial, pois permite garantir que os dados sejam limpos, precisos e prontos para análise e modelagem.

Estes são apenas alguns exemplos de tecnologias consideradas importantes para a atualização na área de TI, principalmente nas áreas de IA e big data.


Para saber mais

Assistam ao vídeo sobre ChatGPT no canal da Bóson Treinamentos em Tecnologia do YouTube:

 

Sobre Fábio dos Reis (1197 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 30 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Ciência e Tecnologia em geral, adora Viagens e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.

3 Comentários em Impacto da Inteligência Artificial no futuro dos empregos – de acordo com a própria IA

  1. Sou otimista. Quando converso com amigos comento sobre o Whatsapp aque mulhorou o contato com o cliente, ou o google que facilitou as pesquisas em relação as listas e os mapas que substituiram os mapas de papeis. E pelo que percebi as pessoas se adaptam rapido as novas tecnologias.

  2. Fala Fábio, estou usando alguns dias para gerar docstrings e documentação de PR’s e só alegria.

    Por mim tudo que agiliza nosso tempo é bem vindo!!! Hehehe

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*