Nova ferramenta permite descriptografar arquivos de PCs infectados pelo ransomware WannaCry

Wanakiwi – Descriptografando arquivos bloqueados pelo ransomware WannaCry

De acordo com uma notícia publicada no site Ars Technica, uma nova esperança surgiu na sexta-feira para as pessoas que foram atingidas pelo vírus da semana passada – o ransomware WannaCry – depois que pesquisadores mostraram que uma gama mais ampla de PCs infectados podem ser desbloqueados sem que os proprietários efetuem o pagamento do resgate, que varia de US$ 300 a US$ 600.

Uma nova ferramenta disponibilizada publicamente é capaz de descriptografar arquivos de PCs infectados pelo ransomware WannaCry, que estejam executando as versões do Windows XP, 7 e 2003, e um dos pesquisadores por trás dessa ferramenta disse que provavelmente também funcionará para outras versões do Windows, incluindo o Windows Vista, Server 2008 e o 2008 R2.

A ferramenta, conhecida como wanakiwi, foi construída baseada em uma outra ferramenta que foi lançada na quinta-feira. Chamada de “Wannakey”, a ferramenta anterior fornece os meios para extrair material-chave de PCs infectados que estavam rodando o Windows XP, porém exige um aplicativo separado para transformar esses bits extraídos na chave secreta, necessária para descriptografar os arquivos.

Matt Suiche, co-fundador da empresa de segurança Comae Technologies, ajudou a desenvolver e testar a ferramenta wanakiwi, e confirma que ela realmente funciona. A Europol, agência policial da União Europeia, também validou a ferramenta. Detalhes técnicos sobre a ferramenta podem ser obtidos neste link.

A imagem a seguir mostra o aplicativo em uso, descriptografando arquivos em uma máquina infectada pelo WannaCry:

ransomware wannacry - ferramenta wanakiwi

Assim como acontece com o Wannakey, o wanakiwi tira proveito das deficiências na Interface de Aplicações Criptográficas da Microsoft, que o ransomware WannaCry e outros aplicativos do Windows usam para gerar chaves para criptografar e descriptografar arquivos.

O Wanakiwi é capaz de varrer com êxito a memória de infectados XP e 7 máquinas, extrair informações necessárias para recuperar a chave secreta de criptografia, e remontar a chave. A ferramenta então usa essa chave para decriptar todos os arquivos que foram criptografados pelo ransomware WannaCry.

Limitações do wanakiwi

Porém, nem sempre é possível recuperar os arquivos que foram criptografados. Assim como ocorre com o Wannakey, a recuperação não irá funcionar se o computador que foi infectado for reiniciado. E, mesmo quando o computador contaminado permanece ligado, o decodificador pode não funcionar caso o local da memória que armazenou o material da chave criptográfica tiver sido sobrescrito. O Wanakiwi ainda não foi extensivamente testado em computadores com CPUs x64, por isso é possível que a ferramenta não funcione de forma confiável nessa plataforma.

O wanakiwi pode ser baixado a partir desta página do GitHub.

Traduzido e adaptado de Ars Technica

 

Sobre Fábio dos Reis (1325 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

1 Comentário em Nova ferramenta permite descriptografar arquivos de PCs infectados pelo ransomware WannaCry

  1. MARCELO CORDEIRO // 26/05/2017 em 17:40 // Responder

    Boa tarde Fábio sou seu fan. gosto muito dos seus videos
    porem sinto muita dificuldade em entender roteamento e liberações de portas em nos roteadores e switch.e até mesmo de linka um roteador no outro.
    teria alguma aula desvendando esse misterio. se for o caso eu pagaria

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. O Malware Petya é na verdade uma arma cibernética - Bóson Treinamentos em Tecnologia

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*