Gerenciamento de grupos do Linux Fedora – comandos groupadd e groupdel

Comandos groupadd e groupdel - Gerenciando grupos no Fedora Linux

Nesta lição vamos aprender a adicionar e remover grupos ao sistema, por meio dos comandos groupadd e groupdel.

Os grupos no sistema são formas de organização lógica de permissões de acesso, vinculando os usuários com propósitos comuns. Os usuários membros de um grupo compartilham entre si as mesmas permissões para ler, escrever (alterar/gravar) ou ainda executar arquivos que sejam pertencentes a esse grupo.

Como sabemos, cada usuário criado no Linux é associado a um número de identificação exclusivo chamado de ID de usuário (User Identification / UID). Da mesma forma, cada grupo também está associado a um número de identificação, que é o ID de grupo (GID / Group Identification), atribuído automaticamente quando da criação do grupo.

O Linux Fedora usa um esquema de grupo privado de usuários (UPG), o que faz com que os grupos sejam mais fáceis de gerenciar. Um UPG é criado automaticamente sempre que um novo usuário é adicionado ao sistema. Ele possui o mesmo nome do usuário para o qual foi criado, e esse usuário é o único membro de seu grupo privado, a princípio.

Os grupos privados de usuários fazem com que a configuração de permissões padrão para um arquivo ou ainda um diretório recém-criado seja segura, permitindo tanto ao usuário quanto ao grupo desse usuário fazer modificações no arquivo ou no diretório. Já os demais usuários ("outros") possuem geralmente apenas permissões para leitura nos arquivos ou diretórios criados por esse usuário.

Para descobrir quais grupos existem em seu sistema, basta ler o conteúdo do arquivo /etc/group, que contém a listagem de grupos e seus respectivos usuários-membros.

Comando groupadd

Permite adicionar um novo grupo ao sistema

Sintaxe:

groupadd [opções] nome_grupo

Opções

  • -f, --force - Quando usado com -g, se o GID já existir, outro GID exclusivo será escolhido para o grupo.
  • -g gid - ID de grupo, que deve ser exclusivo e maior que 999 (a partir de 1000).
  • -o, --non-unique - Permite criar grupos com GIDs duplicados
  • -p, --password senha - Usar a senha criptografada para o novo grupo.
  • -r - criar um grupo de sistema, com UID abaixo de 1000

Exemplo: vamos criar um novo grupo chamado "planilhas" no sistema:

# groupadd planilhas

Comando groupdel

O comando groupdel permite remover um grupo do sistema. 

Sintaxe:

groupdel nome_grupo

Exemplo: Vamos remover o grupo planilhas do sistema:

# groupdel planilhas

Anterior: Gerenciando usuários com useradd e userdel no Fedora Linux

Sobre Fábio dos Reis (1176 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Astronomia, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*