FSTAB – Ponto de Montagem permanente para Sistemas de Arquivos no Linux

Arquivo /etc/fstab no Linux

Para que um ponto de montagem se torne permanente, ou seja, para que uma partição seja montada automaticamente ao iniciar o computador, deve-se editar o arquivo de configuração /etc/fstab (File System Table).

Este arquivo lista todos os discos e partições disponíveis, e indica como eles devem ser inicializados ou integrados ao sistema de arquivos do Linux.

Um exemplo de arquivo de configuração /etc/fstab pode ser visto a seguir:

Arquivo /etc/fstab no Linux - Ponto de montagem permanente - LPI 1

A finalidade de cada coluna no arquivo é descrita a seguir:

  • device name Nome do dispositivo, como presente em /dev.
  • mount point Ponto de montagem do dispositivo
  • fs-type Tipo do sistema de arquivos usado na partição
  • Options, Diversas opções disponíveis e explicadas abaixo.
  • dump-freq Ajusta o calendário de arquivamento da partição (usado pelo programa dump)
  • pass-num Controla a ordem na qual o programa fsck verifica o dispositivo ou partição em busca de erros durante a inicialização. O dispositivo “root” deve ter o valor 1. Outras partições podem ter o valor 2 (para checagem após a partição raiz) ou 0 (para desabilitar a verificação na partição).

O valor zero em qualquer uma das duas últimas colunas desabilita a opção correspondente.

Coluna de opções (“Options”) –  Alguns exemplos:

auto / noauto
Com a opção auto, o dispositivo sera montado automaticamente durante a inicialização ou quando o commando mount -a for executado. Esta é a opção padrão.
dev / nodev
Interpretar/Não interpreter dispositivos de bloco especiais no sistema de arquivos.
exec / noexec
exec permite que sejam executados binários que estejam na partição, enquanto noexec não permite.
grpquota
Permite usar o sistema de cotas de disco aplicado a grupos.
ro
Monta o sistema de arquivos como Somente Leitura.
rw
Monta o sistema de arquivos como Leitura e Gravação.
sync / async
Como entradas e saídas no sistema de arquivos são realizadas. sync significa que elas são feitas sincronamente. Se você olhar na tabela de exemplo acima, notará que esta opção é usada com o drive de disquete. Isto significa que quando, por exemplo, um arquivo é copiado para um disquete, as mudanças são escritas fisicamente no mesmo instante em que o comando é executado.
suid / nosuid
Permitir/Bloquear a operação dos bits suid e sgid.
user / users / nouser
user permite que qualquer usuário monte o sistema de arquivos. Isso implica automaticamente em noexec, nosuid, nodev. Se for especificado o parâmetro nouser, apenas o root poderá montar o sistema de arquivos. Se for especificado users, todos os usuários no grupo users serão capazes de desmontar o volume.
usrquota
Permite usar o sistema de cotas de disco aplicado a usuários.
defaults
Usar configurações padrão. As configurações padrão  são definidas pelo sistema de arquivos no nível de sistema. O padrão normal para sistemas Ext3 é equivalente a rw,suid,dev,exec,auto,nouser,async

Para tornar um dispositivo de disco permanente no sistema basta criar uma linha nova no fstab e preencher com os dados de acordo com o que se deseja para a partição. Depois, é só salvar e sair do arquivo.

Por exemplo, para adicionar ao fstab uma partição de nome /dev/sdb2 com ponto de montagem em /arquivos, podemos acrescentar a entrada a seguir ao fstab:

# device name    mount point     fs-type      options        dump-freq     pass-num

/dev/sdb2              /arquivos         ext3           defaults                1                    1

Isso finaliza o processo de particionamento, formatação e montagem de discos.

Assista a um vídeo que mostra como realizar a configuração do fstab para a montagem automática de partições no Linux:

Sobre Fábio dos Reis (1339 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

3 Comentários em FSTAB – Ponto de Montagem permanente para Sistemas de Arquivos no Linux

  1. parabéns Fabio.
    sempre encontro uma luz nos seus vídeo.

  2. Izaquiel Melo // 27/03/2019 em 3:21 // Responder

    Eu acho que teriam que criar um ministério e entregar nas mãos do Fabio, Parabéns querido, sucesso e paz.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*