5 Linguagens de Programação para aprender em 2021

5 Linguagens de Programação para aprender em 2021

Finalmente chegamos ao final do ano de 2020. Para boa parte das pessoas, um ano para esquecer – para mim, sem dúvida, um dos piores períodos em diversos quesitos.

Esperamos que o próximo ano seja melhor – e vamos trabalhar para que isso se concretize. Uma das melhores coisas que podemos fazer é nos prepararmos de forma metódica e planejada, e estudar para enriquecer nosso currículo profissional e avançar em nossas carreiras é o caminho a seguir.

Por conta disso trago neste artigo algumas dicas de linguagens de programação que valem a pena estudar durante o ano vindouro, de forma bem objetiva e clara: apenas linguagens com real potencial de trazer benefícios ao estudante / profissional.

Escolher uma linguagem de programação

Aprender uma nova linguagem de programação não é uma tarefa simples, principalmente se você for iniciante. O processo pode ser demorado, complicado e frustrante – e no final você pode acabar usando seu tempo precioso para estudar uma linguagem de programação que não terá tanta utilidade em suas vida profissional.

Por isso é importante saber escolher qual linguagem (ou quais) você irá estudar. As opções são muitas, e algumas linguagens que hoje parecem muito importantes talvez percam relevância no futuro, ao passo que linguagens mais “obscuras” podem se tornar de uso comum e muito procuradas pelos profissionais e pelas empresas.

Existem literalmente centenas de linguagens de programação disponíveis hoje, e a demanda por essas linguagens varia ano a ano, com novas linguagens surgindo, outras se tornando mais populares, e outras tantas sendo menos utilizadas até se tornarem praticamente obsoletas.

Escolher uma linguagem de programação pode ser complicado – afinal, você pode acabar usando seu precioso tempo para aprender uma linguagem que, daqui a um ano (ou alguns meses!) não será mais relevante no mercado. Então, como escolher a linguagem (ou linguagens) mais indicadas para aprendizado, que tenham maior potencial de retorno para sua carreira?

Se você é iniciante no mundo do desenvolvimento de sistemas, a dica é investir nas linguagens mais consagradas, que tem ampla aceitação no mercado e utilização profunda pelas empresas – levando em consideração alguns fatores como crescimento de sua popularidade, nichos de atuação, novos entrantes (novas linguagens) que as possam substituir, quantidade de frameworks e bibliotecas disponíveis, demanda no mercado de trabalho, e outros.

As primeiras linguagens de programação com as quais tive contato foram Delphi, C, Basic e Assembly. Destas, apenas a linguagem C ainda é relevante nos dias de hoje – e, curiosamente, uma das mais importantes e estudadas ainda!

Porém as outras três acabaram se tornando obsoletas (Basic, Delphi) ou sendo usadas apenas em nichos muito específicos (Assembly, de novo Delphi). O mesmo deve acontecer com a maioria das linguagens mais novas que temos disponíveis – algumas serão usadas de forma intensiva pelos próximos anos ou até décadas, ao passo que outras são deixadas de lado rapidamente, substituídas por outras linguagens com mais recursos, mais performáticas ou simplesmente mais fáceis de aprender.

Neste artigo listo algumas das linguagens de programação que eu, pessoalmente, acredito que sejam importantes em 2021, e nas quais pode valer a pena investir tempo de estudo (e dinheiro, em alguns casos).

Bem, sem mais delongas, vamos à lista de linguagens para aprender em 2021!

JavaScript

Programação em Javascript

O JavaScript é uma das linguagens mais usadas no mundo, encontrando aplicação em dispositivos móveis, desenvolvimento de jogos, Internet das Coisas e, principalmente, desenvolvimento Web.

Amplamente empregada no desenvolvimento de aplicações front-end para websites, também pode ser usada em aplicações de back-end (lado servidor), com o ambiente de execução NodeJS.

Não é exatamente uma linguagem simples de se aprender, devido à sua sintaxe, comandos e integração com outras linguagens, mas sem dúvida é uma das mais importantes, e você deve estudar JavaScript com certeza absoluta se tem a mínima intenção de trabalhar com desenvolvimento para Web e afins. O JS é executado normalmente em um navegador, oferecendo uma interface bastante responsiva para as aplicações web, sem a necessidade de compilação de código.

C++ (e C)

Linguagem de Programação C++

O C++ é a linguagem mais antiga dessa minha lista, mas não por isso menos importante que as demais.

Na prática, eu listaria C/C++, pois as duas linguagens tem muitos pontos em comum – mas o paradigma orientado a objetos do C++ faz com que seja mais simples (menos complicado?) desenvolver sistemas nesta linguagem. Mas recomendo também a linguagem C, uma das mais usadas no mundo hoje e a mais importante da história da programação.

Desenvolvida por Bjarne Stroustrup em 1985, o C++ é uma das linguagens mais eficientes e flexíveis que existem, permitindo a criação de aplicações de alta performance e alta confiabilidade, sendo empregada em áreas diversas como Programação de Sistemas, Desenvolvimento de Jogos, Aplicações para Web e Desktop, Área Financeira, Sistemas Embarcados, Aplicações de Tempo Real, Veículos Autônomos e Inteligência Artificial, entre outras.

E é justamente essa demanda de sistemas autônomos, embarcados e jogos de alta performance que fazem com que o C/C++ esteja presente nesta lista. São linguagens antigas e ao mesmo tempo suportam as tecnologias do futuro!

Uma das grandes desvantagens do C++ é sua curva de aprendizado acentuada, pois possui uma sintaxe complexa, e seu sistema de orientação a objetos não é tão claro quanto, por exemplo, o da linguagem Java. Também peca em alguns pontos como a alocação de memória dinâmica ou coletor de lixo. Não é recomendada como linguagem de escolha para iniciantes em programação.
Porém, aplicações escritas em C e C++ são extremamente rápidas, sendo insubstituíveis em muitos casos.

Java

Linguagem Java da Oracle

Criada por James Gosling em 1995 na Sun Microsystems, é provavelmente a linguagem mais usada atualmente em ambiente empresarial. Totalmente orientada a objetos, aplicações escritas em Java podem rodar em qualquer plataforma, bastando para isso ter alguma implementação de Máquina Virtual Java instalada (JVM). É ideal para aplicações de computação distribuída, além de suportar multithreading.

Suas principais aplicações são no desenvolvimento de aplicações Desktop (como o notório programa da Imposto de Renda!), aplicações Web e Mobile (para Android), e nas áreas de serviços Financeiros e aplicações Científicas, entre outras. O Java possui uma variedade enorme de bibliotecas open source e diversas APIs, que facilitam o desenvolvimento de aplicações que envolvam bancos de dados, conectividade à redes, manipulação de formatos variados de dados e muito mais.

Uma de suas desvantagens é o fato do ambiente Java se relativamente “pesado”, demandando recursos de hardware específicos, além de ser mais lenta (é interpretada) em comparação com aplicações escritas em linguagens como C/C++ (que são compiladas). O gerenciamento de memória também não é excelente.

PHP

Curso de PHP com MySQL - Mascote

Podem fazer memes e falarem o que quiserem, mas o PHP ainda é linguagem dominante em aplicações Web Back End. Quase 1/4 dos websites na Internet usam PHP de alguma forma, sendo empregada primariamente na criação de websites dinâmicos e blogs, como os criados usando a plataforma WordPress.

Linguagem multiparadigma (funcional, imperativa, orientada a objetos) lançada em 1995, o PHP possui um vasto ecossistema de aplicações e bibliotecas, e uma grande comunidade para suporte, alé de diversos frameworks que facilitam o desenvolvimento de aplicações na linguagem (como o Laravel).

O PHP hoje sofre competição de linguagens como o Python e o JavaScript (Node), mas ainda impera no quesito linguagem server-side para web. Sua facilidade de aprendizado e a grande quantidade de bibliotecas e frameworks a tornam uma linguagem ideal para quem está iniciando em desenvolvimento web e deseja se inserir no mercado de trabalho sem necessariamente trabalhar com front end (HTML/CSS).

As maiores criticas ao PHP recaem sobre características de segurança e gerenciamento de erros um pouco deficiente, que demandam um maior cuidado ao desenvolver sistemas e aplicações que tratam dados mais sensíveis. Além disso não é tão veloz quanto se espera de uma linguagem de back end.

Python

Logotipo Python

Python, desenvolvida por Guido van Rossum em Amsterdam, na Holanda em 1990, é minha escolha número um para 2021. Uma das linguagens mais versáteis que existem atualmente, pode ser empregada no desenvolvimento de aplicações para inúmeras áreas, sendo dominante em Ciência de Dados, Machine Learning e Automação em geral. Mas o Python também pode ser utilizado para desenvolver aplicações Web, Desktop, para servidores de Rede, IoT (Internet das Coisas) e muito mais.

Além disso, sua sintaxe muito clara e organizada permite que seja aprendida com bastante facilidade, e em menor tempo que as outras linguagens, sendo por isso muito recomendada para iniciantes em programação em geral. É uma das linguagens mais utilizadas no mundo atualmente, além de ser altamente extensível com o emprego de suas inúmeras bibliotecas, como Matplotlib, Pandas, NumPy e diversas outras.

De acordo com o índice TIOBE de linguagens de programação, o Python é a terceira linguagem mais popular no mundo, atrás apenas das linguagens C e Java (desta última por uma pequena margem de menos de 0,4%):

Índice TIOBE de linguagens de programação - dezembro de 2020

Índice TIOBE – 12/2020. Fonte: www.tiobe.com/tiobe-index/

Sua maior desvantagem é que o Python é relativamente lento em comparação com outras linguagens, pois se trata de uma linguagem interpretada, de modo que para algumas aplicações, como sistemas de tempo real, não é a tecnologia mais indicada.

Outras linguagens

Além das cinco linguagens de programação citadas anteriormente, destaco mais duas (dessa vez, apostas) que podem ter impacto em seu currículo e em sua carreira. Uma delas é a linguagem Go (Golang), que vem crescendo paulatinamente, e a outra é a linguagem R, de nicho mais específico (ciência de dados / análise estatística), bastante utilizada no meio profissional.

Linguagem Go

Golang - Linguagem Go de Programação

Linguagem de programação criada pelo Google, também conhecida como Golang. Uma de suas principais características é o excelente suporte a multithreading, sendo ideal para o desenvolvimento de aplicações para sistemas distribuídos de grande porte.

É uma linguagem relativamente simples de aprender, devido à sua sintaxe clara e objetiva, mas ainda assim não tão fácil quanto o Python. Porém é bem rápida, sendo compilada em código de máquina, e se você trabalha em projetos de software de grande porte, que emprega processamento pesado em paralelizado, a linguagem Go é uma ótima escolha.

Linguagem R

Linguagem R

A linguagem R, desenvolvida por Robert Gentleman e Ross Ihaka na Universidade de Auckland (Nova Zelândia) em 1992, é uma linguagem de código aberto para análise de dados estatística, amplamente empregada nas áreas de Ciência de Dados, Computação Estatística, Big Data e Aprendizado de Máquina. Seu aprendizado não é tão simples quanto o da linguagem Python, porém possui um rico ecossistema de pacotes, bibliotecas e ferramentas, incluindo bibliotecas para visualização gráfica de dados de alto padrão.

Permite o desenvolvimento de algoritmos para aprendizado de máquina altamente complexos e poderosos, e por conta dessas características é usada por muitas organizações atualmente.

Entre os pontos fracos do R podemos citar o gerenciamento de memória, não tão eficiente, e a falta de padrões de segurança mais elevados. Mas isso acaba não afetando o uso da linguagem, pois seu rico conjunto de ferramentas compensa facilmente essas deficiências.

Conclusão

Mostrei neste artigo cinco linguagens de programação para aprender em 2021 (que eu acredito serem relevantes em 2021), e nas quais vale a pena investir seu tempo de estudo. Não há nenhuma novidade ou grande surpresa na lista, pois afinal as linguagens apresentadas são as dominantes no mercado em seus nichos específicos, e todas tem grande potencial de te ajudar a alavancar sua carreira em tecnologia. 

É evidente que, se você pretende trabalhar, por exemplo, com desenvolvimento Web, deve dar preferência ao estudo de JavaScript e PHP em vez de C/C++ ou R; já se pretende trabalhar com ciência de dados, deve focar seus esforços no Python e linguagem R (e outras, como a linguagem Julia – assunto para um outro artigo!).

É isso aí! Bom final de ano a todos (e que o ano termine logo), e nos vemos em 2021. Abraço!

 

Sobre Fábio dos Reis (1376 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

2 Comentários em 5 Linguagens de Programação para aprender em 2021

  1. Carlos Alberto Jesus de Oliveira // 03/01/2021 em 21:45 // Responder

    Boa noite. Recentemente conheci seu canal e estou achando muito muito. Já programo a muitos anos, mas agora resolvi aprender Python e também Julia. Vi que você gravou um vídeo de Julia. Se puder, pense um pouco nesta linguagem, achei interessante da forma de estruturação do código e por ser compilada. Grande abraço e Feliz 2021

    • Olá Carlos! Realmente, tenho planos para gravar e postar uma série de vídeos sobre Julia e outras linguagens com propósitos similares, como MATLAB / Octave, e bibliotecas do tipo NumPy / SciPy, entre outras. Em breve devo começar a postar material!
      Obrigado, e um Abraço!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*