Por quê Python pode não ser uma boa linguagem para iniciantes?

Por quê Python pode não ser uma boa linguagem para iniciantes?

O Python é uma linguagem de programação extremamente popular, que tem uma sintaxe mais simples e intuitiva, o que pode tornar o aprendizado de lógica de programação mais fácil para iniciantes. Somente aqui no blog temos mais de 70 postagens tratando dela, sem contar muitas dezenas de vídeos no canal do YouTube da Bóson Treinamentos em Tecnologia.

Além disso, tem consistentemente aparecendo no topo de listagens de linguagens mais importantes ou influentes, como por exemplo no índice TIOBE, onde aparece atualmente como a linguagem de programação mais buscada no mundo, seguida muito de perto pela linguagem C.

No entanto, quando comparado com outras linguagens de programação como C# ou C++, a linguagem Python apresenta alguns inconvenientes no que tange ao aprendizado de programação em si – principalmente para pessoas sem nenhuma experiência em linguagens ou lógica.

Vamos tratar desses pontos negativos do Python a seguir.

Programação em linguagem Python para iniciantes

Quais são os pontos negativos de aprender programação usando a linguagem Python?

Assim como qualquer outra linguagem de programação, a linguagem Python também tem seus pontos negativos, que podem dificultar o processo de aprendizagem para alguns usuários. Alguns dos pontos negativos de aprender programação usando a linguagem Python incluem:

  • Tipagem dinâmica: ao contrário de outras linguagens que possuem tipos estáticos, em Python as variáveis são tipadas dinamicamente, o que pode ocasionar erros em tempo de execução difíceis de serem detectados.
  • Lentidão: Python pode ser considerada uma linguagem lenta em relação a outras linguagens de programação, como C e C++, e isso pode ser um grande problema para o desenvolvimento de algumas aplicações que exigem alta performance.
  • Comportamento inconsistente: em alguns casos, Python pode apresentar comportamentos inconsistentes, como travamentos sem explicação ou código que não executa, sem motivo aparente, o que pode ser confuso para programadores iniciantes.
  • Gerenciamento de memória: a linguagem utiliza um sistema de gerenciamento de memória automático, o que pode causar problemas de desempenho em algumas situações, como no desenvolvimento de em aplicativos de larga escala.
  • Tamanho do código: Não é comum, mas em alguns casos, um script escrito em Python pode exigir mais linhas de código do que outras linguagens, o que pode tornar o desenvolvimento mais demorado.

Além disso, em relação à programação orientada a objetos, o Python pode não ser tão explícito quanto outras linguagens em termos de definição de classes e métodos, sem contar a aplicabilidade em si do paradigma OO, o que pode se tornar um grande desafio para estudantes que estão tentando aprender conceitos mais avançados.

A programação para dispositivos móveis também não tem um suporte adequado em Python.

Outro problema é a limitação para acesso a bancos de dados: sua camada de acesso a BD ainda é um pouco subdesenvolvida, talvez até primitiva, mesmo a linguagem contando com diversas bibliotecas para acesso a bancos de dados, como SQLAlchemy e pyodbc, entre outras.

Além disso, e este é um ponto bastante preocupante: os estudantes de python que são iniciantes em programação podem se tornar tão acostumados com a sintaxe simples da linguagem e o uso extensivo de suas bibliotecas que acabam encontrando problemas posteriormente, quando precisam aprender e trabalhar com outras linguagens de programação mais “complexas”.

O programador pode acabar se tornando um “pythonista” (especialista, entusiasta e evangelizador de Python), até mesmo acreditando que linguagens de código mais complicado não são necessárias ou são mal projetadas – o que evidentemente não é verdade.

Não devemos estudar Python então?

Claro que devemos estudar Python!

Muitos desses pontos negativos podem ser mitigados (mas nem sempre completamente eliminados) com o uso de boas práticas de programação e a escolha adequada de bibliotecas e ferramentas, e sempre tendo em mente que as diversas linguagens de programação que existem podem ser bem diferentes entre si, tendo aplicações para as quais são mais adequadas que outras, inclusive que o próprio Python..

Sendo assim, é importante ressaltar que esses pontos negativos não são necessariamente impeditivos para o aprendizado e uso da linguagem Python. Na verdade, como vimos o Python é uma das linguagens mais populares e utilizadas atualmente, com uma grande comunidade de desenvolvedores que contribuem para seu aprimoramento e evolução.

E você, o que pensa a respeito disso? Acredita que a linguagem Python seja sempre adequada ou pensa que pode não ser a melhor escolha em alguns casos, como no aprendizado de lógica que coitei no artigo? Deixe suas ideias nos comentários logo abaixo!

 

Sobre Fábio dos Reis (1197 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 30 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Ciência e Tecnologia em geral, adora Viagens e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.

3 Comentários em Por quê Python pode não ser uma boa linguagem para iniciantes?

  1. LOURIVAL LOPES ARAUJO // 21/06/2023 em 11:31 // Responder

    Bom dia, professor Fábio! Adquiri o seu curso Lógica de Programação com Portugol Studio na Udemy para, em seguida, aprender uma lingagem de programação, em que eu possa rapidamente fazer um programa que seja utilizado em empresa de factoring. Qual programação devo aprender para conseguir fazer esse programa o mais rápido possível? Desde já meus agradecimentos.

    • Olá Lourival!
      A linguagem de programação a ser empregada vai depender de alguns fatores. Me responda o seguinte:
      1. Haverá armazenamento de dados em bancos de dados? Se sim, qual sistema de banco de dados será usado?
      2. O sistema será usado por um único usuário ou por vários? Se for por vários, haverá separação de contas (com login, por exemplo)?
      3. O sistema será instalado em um computador na empresa, ou será acessado via navegador (Web)?

      • LOURIVAL LOPES ARAÚJO // 24/06/2023 em 14:42 // Responder

        Boa tarde Professor Fábio!
        Muito obrigado pelo retorno!
        Respostas às peguntas:
        1-Sim. haverá armazenamento, pois tudo o que será digitado, comos os cadastros dos clientes, os dados dos cheques pré-datados, as duplicatas e as notas promissórias, os borderôs, os relatórios a serem gerados etc etc. Não sei que sistema de banco de dados será usado, pois como ainda estou aprendendo a lógica de programação, não tenho o conhecimento necessário do assunto de banco de dados.
        2 – O sistema será usado por um único usuário.
        3 – O sistema será instalado em um computador na empresa.

        Desde já meus agradecimentos pelo seu tempo precioso em estar me atendendo.

        Lourival Lopes

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*