O que é uma API – Conceitos de Computação

O que é uma API

A sigla API significa Application Programming Interface, ou Interface de Programação de Aplicações, em português. É um conjunto de protocolos, rotinas e ferramentas que permitem que diferentes aplicativos de software se comuniquem entre si.

As APIs agem como intermediárias entre aplicativos de software, permitindo que eles troquem dados e acessem as funcionalidades uns dos outros.

Uma API define um conjunto específico de regras e padrões para a construção de aplicativos de software, especificando como os componentes de software devem interagir uns com os outros.

Ela fornece uma maneira padronizada para diferentes aplicativos acessarem e compartilharem dados e serviços, sem exigir que os desenvolvedores desses aplicativos entendam os detalhes de implementação subjacentes.

Trata-se de uma forma de comunicação entre duas aplicações de computador, que permite a troca de informações por meio de uma rede, como a Internet, usando uma linguagem em comum, que as aplicações conseguem entender.

A empresa ou organização que oferece uma API é chamada de fornecedor da API.

Arquitetura de uma API

Arquitetura de uma API

Para que serve uma API?

Uma API fornece acesso a dados e serviços que permitem o rápido desenvolvimento de aplicações dos mais variados tipos.

As APIs são amplamente utilizadas no desenvolvimento de software para permitir a integração entre diferentes sistemas de software, facilitar a troca e o compartilhamento de dados e agilizar o processo de desenvolvimento.

Elas são comumente usadas para desenvolver aplicativos da web e móveis, bem como para integrar serviços de terceiros e fontes de dados em aplicativos de software existentes.

Especificações de APIs

As APIs seguem uma especificação, o que na prática significa que:

  • O fornecedor da API descreve exatamente as funcionalidades que a API irá oferecer
  • O fornecedor também descreve quando as funcionalidade estarão disponíveis, e quando existe a possibilidade de alterações nestas funcionalidades
  • O fornecedor da API também por estabelecer restrições técnicas ao uso da API, como limites de uso de banda, quantidade de acessos permitidos por uma aplicação, entre outras.
  • Os desenvolvedores (usuários) concordam em usar a API da forma como ela é descrita, seguindo as regras estabelecidas pelo fornecedor da API.

O fornecedor da API pode também:

  • Fornecer mecanismos para acesso à API
  • Fornecer documentação para ajudar a entender como ela funciona e como usá-la
  • Distribuir programas de exemplo para auxiliar os desenvolvedores interessados na API

entre outros.

Algumas APIs são abertas a todos os desenvolvedores, algumas apenas para colaboradores e parceiros e outras são empregadas apenas internamente em uma empresa, por exemplo facilitando a comunicação e colaboração entre os times de desenvolvimento.

Tipos de APIs

As APIs podem ser públicas ou privadas, dependendo do público-alvo e da finalidade.

  • APIs públicas são projetadas para serem usadas por desenvolvedores externos e normalmente são disponibilizadas por meio de documentação e portais de desenvolvedores.
  • Já as APIs privadas, por outro lado, são usadas dentro de uma organização ou por um conjunto específico de usuários e normalmente não são expostas a desenvolvedores externos.

Exemplos de APIs

Existem muitos exemplos de APIs públicas que são amplamente utilizadas por desenvolvedores para criar aplicativos da web e móveis, bem como para integrar serviços de terceiros e fontes de dados em aplicativos de software existentes. A seguir listo alguns exemplos:

  • API do Google Maps: A API do Google Maps permite que os desenvolvedores integrem o Google Maps em seus aplicativos, fornecendo aos usuários recursos como geocodificação, direções e atualizações de tráfego em tempo real.
  • API do Twitter: A API do Twitter permite que os desenvolvedores acessem dados e funcionalidades do Twitter, como pesquisar tweets, postar tweets e recuperar informações do usuário.
  • API do Facebook: A API do Facebook permite integração da funcionalidade do Facebook em seus aplicativos, como permitir que os usuários façam login com suas contas do Facebook, recuperar informações do usuário e postar nprópria rede social.
  • API OpenWeatherMap: A API OpenWeatherMap fornece aos desenvolvedores acesso a dados meteorológicos de todo o mundo, incluindo condições atuais do clima e tempo, previsões e dados históricos.
  • API do GitHub: A API do GitHub permite que o acesso às funcionalidades do GitHub, como gerenciamento de repositórios, criação de requisições e recuperação de informações do usuário.

Conclusão

No geral, as APIs desempenham um papel crucial no desenvolvimento de software moderno, permitindo que os desenvolvedores criem aplicativos de software mais robustos e interconectados que podem se comunicar e trocar dados perfeitamente entre si.

 

Sobre Fábio dos Reis (1197 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 30 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Ciência e Tecnologia em geral, adora Viagens e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*