Tipos de dados simples em R

Como declarar tipos de dados simples em R

A linguagem R, por padrão, decide qual o tipo mais adequado de dados a utilizar, baseando-se no contexto. Se uma string de texto for atribuída a uma variável, essa variável será do tipo caractere; caso um número inteiro seja atribuído, será um tipo numérico, e assim por diante.

No geral, esse comportamento não traz nenhum problema à execução de um script; porém, em determinadas circunstâncias, isso pode ser um problema, pois um tipo de dado indevido pode ser atribuído automaticamente a uma variável. Caso você queira se certificar que uma variável seja criada com um tipo específico, deve informar isso durante sua atribuição.

Vejamos como declarar variáveis com tipos especificados.

Tipos de Dados numéricos em R

Para declarar uma variável como sendo do tipo inteiro, basta adicionar a letra L maiúscula ao valor atribuído:

x <- 10L

Isso atribui o valor 10 à x, que é criada com tipo inteiro.

Podemos verificar o tipo de dado da variável usando a função typeof():

typeof(x)
> x <- 10L
> typeof(x)
[1] “integer”

Para criar uma variável do tipo ponto flutuante, basta atribuir um valor decimal à variável:

y <- 10.5

No caso de tipos numéricos, o tipo padrão é o double.

Neste caso não foi necessário usar nenhum caractere especial para indicar o tipo de ponto flutuante em R, que é o tipo double por padrão. Verificamos o tipo novamente com typeof():

typeof(y)
> y <- 10.5
> typeof(y)
[1] “double”

Números complexos: Também é possível criar números complexos em R, usando a seguinte notação:

z <- 4 + 3i

onde 4 é a parte real, e 3i é a parte imaginária. Podemos então verificar o tipo criado:

typeof(z)
> z <- 4+3i
> typeof(i)
[1] “complex”

Declarar Tipo caractere em R

Para criar um tipo caractere, basta envolver os caracteres a serem atribuídos à variável em aspas duplas:

m <- "a"

Verificando:

typeof(a)
> m <- “a”
> typeof(m)
[1] “character”

Concatenação de strings

As strings (cadeias de caracteres) podem ser concatenadas (combinadas), usando-se a função paste():

nome <- "Fábio"
sobrenome <-"dos Reis"
mensagem <- paste(nome, sobrenome)

Verificando:

print(mensagem)
> nome <- “Fábio
> sobrenome <- “dos Reis”
> mensagem <- paste(nome, sobrenome)

[1] “Fábio dos Reis”

Variáveis do Tipo lógico (booleano) em R

Para criar uma variável do tipo lógico, devemos atribuir um dos valores:  true (TRUE / T) ou false (FALSE / F) à variável:

b <- T

Verificando:

typeof(b)
> b <- T
> typeof(b)
[1] “logical”

Próximo: Ler dados via console e  concatenação de cadeias de caracteres.

Sobre Fábio dos Reis (1324 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*