Novo processo de Refrigeração de CPUs pode eliminar o uso de Coolers

 

Novo processo de Refrigeração de CPUs pode eliminar o uso de Coolers

Uma equipe de pesquisa da Universidade de Alabama em Huntsville acredita que seu sistema de refrigeração patenteado poderia economizar bilhões de dólares em custos de energia elétrica ao eliminar os coolers em computadores.

Dr. James E. Smith Jr., Cuong Nguyen, e Xiaolin Wang são membros de uma equipe de pesquisa da Universidade do Alabama em Huntsville que desenvolveu uma nova forma de resfriar os microprocessadores de computadores usando um líquido.

Nguyen, Wang, James Smith Jr.

Pesquisadores Cuong Nguyen, Xiaolin Wang e Dr. James E. Smith Jr

De acordo com o Press Release, “Um sistema de refrigeração passiva patenteado para microprocessadores de computadores que está em processo de otimização na Universidade do Alabama em Huntsville poderia fazer com que os consumidores no Estados Unidos economizassem mais de US$6,3 bilhões por ano em custos de energia associados aos sistemas de refrigeração de seus computadores – os coolers”

Para isso, os pesquisadores escolheram um produto da 3M chamado de Fluorinert Electronic Liquid FC-72, que é “um líquido quimicamente e termicamente estável e não-condutivo, ideal para muitas aplicações de transferência de calor em baixa temperatura de uma e duas fases em contato direto”

Todo o sistema é passivo, o que significa que não é usada energia elétrica para refrigerar o processador no computador de testes. Isso é possível graças às características de transferência de calor excelentes do FC-72. O sistema funciona, de forma sucinta, como segue:

  • O calor gerado no microprocessador do computador evapora o líquido FC-72.
  • O vapor, que é mais leve, sobe para a câmara de troca de calor.
  • O FC-72 então transfere sua carga de calor para o trocador de calor, o qual por sua vez transfere o calor para o ar ao se redor (meio ambiente).
  • A remoção do calor faz com que o FC-72 se condense de volta à forma líquida que flui para o tanque situado abaixo da câmara de troca de calor (trocador de calor).
  • A partir do tanque de retenção, o FC-72 em forma líquida passa pelo processador onde o ciclo de absorção do calor se repete.
FC-72 refrigerando um Microprocessador

Conexões da tubulação de FC-72 ao microprocessador

Nos experimentos, o sistema conseguiu refrigerar processadores Intel Pentium 4 e Core i3 com sucesso. Os processadores de hoje possuem uma faixa de temperatura de operação tolerável entre 50 e 90ºC. Os experimentos com o FC-72 conseguiram manter a temperatura nos processadores em cerca de 56ºC.

O pesquisador Cuong Nguyen explica que “um sistema de refrigeração passiva é um grande negócio, pois ao removermos um cooler convencional com ventoinha, economizamos no material de fabricação, e também eliminamos barulho, vibração e contaminação da ventoinha por poeira”.

Fontes: Tech RepublicUniversidade do Alabama em Huntsville

 

Sobre Fábio dos Reis (1090 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Astronomia, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

3 Comentários em Novo processo de Refrigeração de CPUs pode eliminar o uso de Coolers

  1. Só não pode deitar a CPU. :p

  2. Marcio Geuvara // 15/08/2016 em 6:43 // Responder

    Esse processo de resfriação é muito legal…

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*