Tipos de Conectores de Fibras Ópticas – III

Tipos de Conectores de Fibras Ópticas

Por Renan Drech Catelan

Existem diversos tipos de conectores de fibras ópticas, cada um com aplicações específicas. Os mais comuns, no entanto são os utilizados dentro de datacenters e empresas, seguidos do TOSLINK da TOSHIBA, que é utilizado para transferência de áudio entre tv’s, receivers, consoles de videogame e receivers e os utilizados em fábricas e pelas empresas de telecomunicação.

Alguns dos tipos de conectores de fibras ópticas mais comuns são listados na tabela a seguir:

Datacenter & Empresarial Telecom
LC E2000
SC (também conhecido como GBIC) EC
MTO/MTP FC
E2000 M12FO*

O conector M12-FO possui certificação IP-67 para proteção contra poeira e água.

Exemplos de Conectores de Fibra Óptica

(Wiki Commons, livre pra reprodução) - Exemplos de conectores ópticos

É importante ressaltar que conexões de fibra óptica existem em dois padrões: SIMPLEX (apenas envio em uma direção) e DUPLEX. Por exemplo, a conexão TOSLINK entre um DVD e um RECEIVER é constituída apenas por uma fibra, enviando dados do DVD para o RECEIVER. Já uma conexão de fibra óptica entre dois dispositivos de rede é na verdade composta de duas fibras, para transmissão e recepção, sendo então uma conexão do tipo DUPLEX.

Conector de fibra ótica TOSLINK

Wikicommons - TOSLINK

A imagem a seguir mostra fibras ópticas LC e SC DUPLEX

Wiki commons – Fibras LC & SC DUPLEX (cada conexão é composta por duas fibras

Wikicommons – Fibras LC & SC DUPLEX (cada conexão é composta por duas fibras).

Tipos de Polimento de Fibras

Polimento é o tipo de acabamento que o conector da fibra, em sua extremidade, possui. Isso se dá devido ao formato dos emissores dos adaptadores e aos conectores opticos de um painel de distribuição (ODF – Optical distribution frame, que é análogo a um patch panel, porém com conexões ópticas). Abaixo temos os tipos de polimento discriminados:

Gap with Flat Polish (vão)
Neste tipo de conexão há um pequeno vão entre os conectores, ou seja, a luz trafega fora do meio por alguns nanômetros. Isso ocasiona o retorno da luz (quando o feixe emitido bate no conector à frente e faz o caminho inverso) e aumenta a taxa de perda da conexão.

PC (Physical Contact – contato físico)
O polimento PC possui um formato esférico, onde há contato físico entre os conectores, o que ocasiona um menor retorno da luz.

UPC (Ultra Physical Contact – ultra contato físico)
No polimento UPC também há contato físico entre os conectores, porém seu polimento possui um ângulo mais agudo, visando que apenas o núcleo da fibra faça o contato físico.

APC (Angled Physical Contact – contato físico com ângulo)
No polimento APC, geralmente a fibra possui um corte num ângulo de 8˚, proporcionando um encaixe entre os dois lados.

Tipos de Polimento de Fibra Óptica

Tipos de Polimento de Fibra Óptica - cablesyconectoreshoy.com

Sempre procure saber qual o tipo de conector com o qual você irá trabalhar. Usar dois conectores diferentes, como um PC e APC ao mesmo tempo pode gerar atenuação na conexão, dor de cabeça e perda financeira (comprar novas fibras, adaptadores e até mesmo realizar novas fusões, que são custosas!).

Adaptadores de Fibras Ópticas

Num ambiente empresarial e em datacenters, os adaptadores mais utilizados são:

  • O clássico GBIC (Gigabit Interface Converter), que está caindo em desuso após a introdução do SFP.
  • SFP (Small Form-factor Pluggable transceiver), que é menor, mais barato e possui o mesmo limite de transferência de dados que o GBIC (16 Gbps em um adaptador SFP+), além de permitir que equipamentos como o QFX3500 da Juniper, entre outros, possuam 48 interfaces em apenas uma unidade de rack (1U).
  • QSFP/QSFP+/QSFP28 (Quad-SFP), interface que é a nova onda entre as empresas de datacenters como Microsoft, Google e Amazon, entre outras, pois uma só interface possui 4 conexões de fibra, permitindo a criação de links a partir de 4 Gbps com o adaptador QSFP, 25 Gbps e 40 Gbps com o adaptador QSFP+ e até 100 Gbps com o adaptador QSFP28.
    Lembrando que o padrão QSFP também permite utilizar cada uma das quatro conexões individualmente, como se fossem 4 adaptadores diferentes. Muito provavelmente qualquer pessoa que trabalhe num ambiente empresarial de médio porte irá encontrar conexões como estas e aqueles que eventualmente tiverem contato com datacenters irão se deparar com equipamentos que lidam com conexões de 100Gbps.

Já na área de telecom, muito provavelmente você terá contato com o adaptador CFP. O CFP (Centum Form Pluggable) oferece um link de 40 Gbps ou 100 Gbps em distâncias de até 10 km, e é compatível com fibras multimodo e monomodo.
Também vale lembrar que não devemos confundir o adaptador CFP com o CXP, o qual possui as mesmas características. Porém, o conector CXP possui um formato diferente, permitindo que cabos de cobre sejam utilizados, portanto possuindo um mercado diferente do CFP, já que permite conexões de até 100Gbps entre dispositivos locais.

Comparativo dos conectores de fibra CFP, CFP2, CXP e QSFP

Comparativo dos conectores de fibra CFP, CFP2, CXP e QSFP - Fiber Optic Transceiver Module

A figura a seguir mostra um exemplo de GBIC (Cisco):

Exemplo de GBIC

Exemplo de GBIC

E a seguir, um adaptador do tipo SFP (Small Form-factor Pluggable transceiver), também da Cisco:

Adaptador de fibra óptica SFP da Cisco

Adaptador de fibra óptica SFP

Na próxima parte de nossa série sobre Fibras Óticas vamos falar sobre a tecnologia xWDM (Wavelength Division Multiplexing). Até lá!

Anterior: Fibras Ópticas Monomodo e Multimodo

Próximo: Tecnologia xWDM


Sobre Renan Drech Catelan 

O ano de 2018 marca dez anos que foi aluno de Fábio dos Reis. 

Talvez a lição mais importante foi ter aprendido a aprender. Odeia ambiente corporativo e descobriu que seu lugar é se escondendo em datacenters.

Quanto mais velho o computador, mais vai gostar, independentemente do sistema e mesmo nas horas de folga fica trabalhando por que não para de quebrar e consertar algo.

Renan Drech Catelan é Técnico de Computadores formado pelo Senac São paulo e é graduado em Redes de Computadores pela Faculdade Carlos Drummond de Andrade. Já trabalhou nos Correios de São Paulo, CYLK IT Solutions, entre outras. Está a quase cinco anos trabalhando em Datacenters pela Amazon AWS.

 

Sobre Fábio dos Reis (1262 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*