O que é UML – Unified Modelling Language

O que é UML

UML, sigla de Unified Modelling Language (Linguagem de Modelagem Unificada, é uma linguagem unificada visual que habilita profissionais de tecnologia da informação a modelar e documentar aplicações de software (e outros tipos de projetos).

Em termos de design, a UML oferece um meio de visualizar a arquitetura de um sistema por meio de diversos diagramas, incluindo atividades, componentes individuais do sistema, a interação desses componentes, interfaces, interação com o mundo externo, entre outras.

É importante notar que essa linguagem de modelagem não é um método de desenvolvimento em si, e é independente de plataforma ou linguagem de programação. Atualmente, está na versão  2.4.1.

Neste tutorial vamos introduzir de forma simplificada o conceito de UML, sua importância e aplicações.

Conteúdo

Termos-chave da UML

Alguns termos são importantes para entender o que é a UML, de onde surgiu e qual sua aplicação em desenvolvimento de projetos de software. Entre eles destacamos:

  • Rational Software: Empresa que fornecia ferramentas para prática de engenharia de software. Vendida para a IBM em 2003.
  • OMG: Object Management Group. Consórcio internacional de padrões da indústria de computadores, sem fins lucrativos, com representantes do governo, indústria e academia. Fornece especificações para padrões (mas não implementações). Áreas de atuação da OMG incluem sistemas financeiros, de saúde, armazenamento de dados, blockchain, IoT, cibersegurança e astronomia.
  • Diagrama: Representação gráfica (geralmente parcial) do modelo de um sistema ou de parte dele, como um processo em particular.

Histórico Resumido da UML

Como surgiu a UML? Quem a criou? Porque a UML foi criada? Vejamos um pequeno histórico da lingugem, de forma sucinta.

  • UML – Unified Modeling Language / Linguagem de Modelagem Unificada – é uma linguagem de modelagem de propósito geral, para desenvolvimento em engenharia de software, que permite visualizar de uma forma padronizada o projeto (design) de um sistema.
  • Desenvolvida por Grady Booch, Ivar Jacobson e James Rumbaugh quando trabalhavam na Rational Software entre 1994 e 1995.
  • O Object Management Group (OMG) adotou a UML como linguagem padrão em 1997, e em 2005 foi publicada pela ISO como um padrão aprovado.
  • Décadas de 70 e 80
    • Análise e Projeto Estruturado de Sistemas
    • Domínio das linguagens procedurais
  • Final dos anos 80
  • 1997
    • OMG padroniza a versão do UML 1.0
    • Em novembro de 1997 é lançado o UML 1.1 pela Rational

O que um Diagrama UML representa?

Os diversos diagramas representam duas visões distintas de um modelo de sistema:

  • Estática (estrutural) – estrutura estática por meio de objetos, operações, relações e atributos.
  • Dinâmica (comportamental) – comportamento dinâmico por meio de colaboração entre os objetos e mudanças de seus estados internos

Quais são os diagramas UML?

Atualmente existem 14 diagramas UML, divididos em duas grandes categorias: diagramas Estruturais e diagramas Comportamentais, listados a seguir:

Diagramas Estruturais

  • Classes
  • Objetos
  • Pacotes
  • Componentes
  • Implantação
  • Estrutura Composta
  • Perfil

Diagramas Comportamentais

  • Caso de Uso
  • Sequência
  • Comunicação
  • Máquina de Estados
  • Atividade
  • Visão Geral de Interação
  • Temporização

Quem se beneficia dos diagramas UML?

Durante o processo de desenvolvimento de sistemas, várias categorias de profissionais podem se beneficiar do emprego de diagramas UML, destacando-se, entre outros, os seguintes stakeholders:

  • Proprietário do Produto
  • Analista de Negócios
  • Analista de Sistemas
  • Operadores do Sistema
  • Desenvolvedor / Programador
  • Gerentes de Qualidade

No próximo post vamos iniciar o estudo dos diagramas UML individuais.

Referências

OMG: www.omg.org

Rational: https://www.ibm.com/software/uk/rational/

UML: http://www.uml.org

Booch; Rumbaugh; Jacobson; UML – Guia do Usuário, 2ª edição.

 

Sobre Fábio dos Reis (1392 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*