O Japão irá criar uma agência de Hackers de Elite

O Japão irá criar uma agência de Hackers de Elite

De acordo com um artigo publicado na revista InfoSecurity Magazine, foi revelado que o governo japonês pretende criar uma nova agência que será encarregada de recrutar um time de hackers “White Hats” para conduzir pesquisa e desenvolvimento em cibersegurança com vistas aos Jogos Olímpicos de 2020.

A agência de financiamento privado, que tem o nome provisório de Agência de Promoção de Segurança Cibernética Industrial, formará a linha de frente na defesa da infra-estrutura crítica do país, de acordo com o jornal Yomiuri Shimbun.

Hacker White Hat

Ele será vinculado ao Ministério da Economia, Comércio e Indústria e composto por “dezenas” de especialistas em segurança, de acordo com o relatório.

Metade da agência, aparentemente, lidará com o recrutamento de peritos em cibersegurança, e a outra metade, com a pesquisa.

A agência também estará envolvida na realização de exercícios cibernéticos e simulações para testar a preparação do país para o caso de um grande ataque antes ou durante os Jogos de Verão. Ela irá coordenar seus esforços com universidades e agências estrangeiras, tais como o Departamento de Segurança Interna dos EUA.

Segundo o relatório, o Japão carece atualmente de tal órgão para assumir o comando de pesquisa e desenvolvimento avançadas e desenvolvimento de talentosna área de cibersegurança para trabalhar para o governo.

O Japão foi um alvo regular no passado, tanto para os cibercriminosos com motivação financeira, hacktivistas e operadores financiados por Estados.

A fornecedora de segurança Cylance afirmou em fevereiro que tinha descoberto uma campanha de ataque direcionada de vários anos, focada principalmente em empresas japonesas e organizações estrangeiras com sede no Japão.

A Operação Tempestade de Poeira (Dust Storm) parecia estar dirigida a empresas de infraestruturas críticas japonesas nos setores de construção, energia elétrica, petróleo e gás natural, finanças, transporte, segundo a empresa.

Instituições financeiras do país também têm estado sob a mira de uma onda de trojans bancários, como o Shifu.

O Japão assinou um “cyber acordo” com a União Européia em 2014 focada em “promover a cooperação no ciberespaço através do intercâmbio de nossas respectivas vasta experiência e conhecimento.”

Fonte: InfoSecurity Magazine

Sobre Fábio dos Reis (1325 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*