A Intel irá descontinuar as plataformas Edison, Galileo e Joule

Intel desiste das plataformas Edison, Galileo e Joule

A Intel decidiu encerrar a produção dos COM (computer-on-module) Joule e Edison (baseados em CPU Atom), e da placa de desenvolvimento Galileo (em parceria com o Arduino).

O motivo para tal aparentemente é o fato de não terem conseguido competir com produtos concorrentes, como a plataforma Raspberry Pi.

A placa Intel Galileo foi lançada em 2013, em parceria com a Arduino, e foi pensada para concorrer com a plataforma Raspberry Pi. A empresa tinha em mente a comunidade de desenvolvedores em expansão como consumidores do dispositivo.

Intel descontinua as placas Galileo, Edison e Joule

Intel Galileo Gen. 2

Alguns meses após o lançamento do Galileo, em 2014, a Intel anunciou o Edison no mercado. A ideia era o controle de dispositivos IoT portáteis e também domésticos.

Intel Edison

Intel Edison

O Joule também foi lançado, em 2016, com o intuito de expandir a presença da empresa no mercado de Internet de Coisas (IoT) e aplicações avançadas, como robótica – concorrendo diretamente com o Raspberry Pi.

O modelo de performance mais alta dessa placa traz um processador Atom, 4GB de memória RAM, armazenamento de 16GB, vídeo em 4K, Wi-Fi embutido, além da integração com a tecnologia de processamento de linguagem natural da Intel.

Módulo Intel Joule

Intel Joule

Em conjunto, a linha de módulos de computação IoT foi projetada para ajudar a Intel a não perder a próxima onda de inovação, pois já não havia conseguido acompanhar seus concorrentes fabricantes de chips para smartphones, e assim acabou perdendo o mercado de dispositivos móveis.

Motivos da descontinuação

Na prática a Intel não anunciou um motivo específico para a descontinuação. Porém, liberou algumas notificações de mudança de produto para anunciar a decisão final.

Outras mudanças

Além das placas de desenvolvimento, a Intel também resolveu interromper a produção do Curie, módulo de computação low-end projetado para wearables, e também a linha de óculos inteligentes Recon Jet Pro.

Os desenvolvedores continuarão a ter acesso aos módulos de computação até o dia 16 de setembro deste ano. A empresa deixará de enviar os dispositivos a partir de 16 de dezembro.

Fonte: Open Source For U

 

Sobre Fábio dos Reis (1325 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*