Chineses pretendem pousar uma sonda no lado escuro da Lua em 2018

Chineses querem pousar uma sonda no lado escuro da Lua em 2018

Chineses planejam enviar sonda para o lado escuro da Lua

Os chineses planejam pousar pela primeira vez uma sonda no lado escuro da lua em 2018, cravando mais um marco em seu ambicioso programa espacial, de acordo com a agência oficial de notícias Xinhua.

A China iniciou uma nova rodada de trabalhos focados na exploração lunar, iniciando cerca de dois anos após terem realizado a primeira “aterrissagem suave” na Lua desde 1976, com a nave Chang’e-3 e seu rover Jade Rabbit (Coelho de Jade).

Sondas anteriores visualizaram o lado oculto da lua, que não é visível a partir de terra, mas nenhuma pousou nele.
A nova sonda, de nome Chang’e-4, é semelhante à Chang’e-3, mas pode transportar uma carga útil maior, de acordo com Liu Jizhong, chefe do centro de exploração lunar e administração de ciência, tecnologia e indústria de defesa do governo, que fez esse pronunciamento na quinta-feira.

A nave vai estudar as condições geológicas do outro lado da lua, disse Liu.

Levar adiante o programa espacial chinês tem sido uma prioridade dos líderes, com o presidente Xi Jinping clamando para que a China se estabeleça como uma potência espacial. Os chineses insistem que seu programa espacial é para fins pacíficos.

No entanto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos destacou crescentes capacidades espaciais da China, dizendo que ela está realizando actividades destinadas a prevenir que seus adversários usem elementos espaciais durante uma crise.

Em março, o governo chinês disse que iria abrir o seu programa de exploração lunar para as empresas, em vez de simplesmente confiar no setor estatal, como antes, na esperança de impulsionar os avanços tecnológicos.

Xinhua disse que a China enviou “uma carta de intenções de cooperação” em sua mais recente missão a países estrangeiros no início de 2015. Não ficou claro se qualquer um deles havia assinado essa carta.

Este artigo foi publicado originalmente na Reuters (em inglês). Leia aqui o artigo original.

(Reportagem de John Ruwitch, Edição de Robert Birsel)

Sobre Fábio dos Reis (1339 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*