Como configurar um servidor DHCP no Oracle Linux 7

Servidor DHCP no Oracle Linux 7

Neste artigo vamos mostrar como efetuar a instalação e configuração de um servidor DHCP  e um escopo de rede usando o Oracle Linux 7.

Configuração atual: O servidor possui uma interface de rede já configurada com o IP fixo 192.168.100.1.

Instalando o DHCP

Primeiramente iremos instalar o pacote dhcp no sistema usando o gerenciador yum:

# yum install dhcp

Configurando um Escopo DHCP

Para configurar um escopo DHCP devemos editar o arquivo de configuração /etc/dhcp/dhcpd.conf. Abra-o com seu editor de textos preferido (necessário credenciais de administrador para poder salvar as alterações):

# vi /etc/dhcp/dhcpd.conf

Vamos criar um escopo básico. Usaremos as seguintes configurações em nosso servidor:

Opções globais (para todos os escopos criados):

  • Nome de domínio: fabio.com
  • Servidores DNS: 192.168.100.1 e 8.8.8.8
  • Endereço de broadcast da rede: 192.168.100.255
  • Gateway padrão da rede: 192.168.100.254

Opções do escopo específico:

  • Subrede do escopo: 192.168.100.0
  • Máscara de sub-rede: 255.255.255.0
  • Faixa do escopo: IPs de 192.168.100.101 a 192.168.100.150 (50 IPs disponíveis)
  • Tempo de concessão padrão: 18000 segundos (5 horas)
  • Tempo de concessão máximo: 86400 segundos (1 dia)

Também criaremos uma configuração de IP estático atribuído a um servidor de impressão:

  • Nome do servidor: srv-impr-01
  • MAC Address do servidor: 82:37:4c:00:25:15
  • Endereço IP fixo: 192.168.100.120
  • Tempo de concessão máximo: 604800 segundos (1 semana)

Para aplicar essas configurações digite as linhas a seguir no arquivo de configuração aberto:

option domain-name "fabio.com";
option domain-name-servers 192.168.100.1, 8.8.8.8;
option broadcast-address 192.168.100.255;
option routers 192.168.100.254;

subnet 192.168.100.0 netmask 255.255.255.0 {
  range 192.168.100.101 192.168.100.150;
  default-lease-time 18000;
  max-lease-time 86400;
}

host srv-impr-01 {
  hardware ethernet 82:37:4c:00:25:15;
  fixed-address 192.168.100.120;
  max-lease-time 86400;
}

Salve o arquivo e feche-o.

Podemos verificar se não há erros de sintaxe no arquivo de configuração criado executando o comando dhcpd com a opção -t:

# dhcpd -t

Se algum erro for reportado pelo comando, abra novamente o arquivo dhcpd.conf e corrija o problema. Uma saída sem problemas se assemelha à seguinte:

Servidor DHCP no Linux Oracle sem problemas

Arquivo de Concessões DHCP

As informações sobre os IPs concedidos (concessões ativas) ficam armazenadas em um arquivo de nome /var/lib/dhcpd/dhcpd.leases. Devemos criá-lo executando o comando a seguir:

# touch /var/lib/dhcpd/dhcpd.leases

Iniciar e Ativar serviço de DHCP

Após configurar o servidor e criar o arquivo de concessões, vamos ativar e iniciar o serviço de DHCP:

# systemctl start dhcpd
# systemctl enable dhcpd

Testando o servidor DHCP

Após finalizar a configuração do servidor e iniciar o serviço de DHCP, teste-o subindo uma máquina cliente na rede e verifique se ela obtém IP do servidor. Em meu exemplo, subi um cliente Windows 10 e ele recebeu o IP 192.168.100.101 (primeiro IP disponível no escopo dhcp criado):

Servidor DHCP no Oracle Linux - Teste com Windows 10

E olhando o conteúdo do arquivo de concessão no servidor podemos ver as informações sobre as configurações atribuídas ao cliente Windows:

# cat /var/lib/dhcpd/dhcpd.leases

Concessões de IP no servidor DHCP Oracle Linux 7

É isso aí! Servidor DHCP no Oracle Linux 7 instalado e configurado com sucesso. Até o próximo tutorial!

 

Sobre Fábio dos Reis (1273 Artigos)
Fábio dos Reis trabalha com tecnologias variadas há mais de 25 anos, tendo atuado nos campos de Eletrônica, Telecomunicações, Programação de Computadores e Redes de Dados. É um entusiasta de Unix, Linux e Open Source em geral, adora Eletrônica e Música, e estuda idiomas, além de ministrar cursos e palestras sobre diversas tecnologias em São Paulo e outras cidades do Brasil.
Contato: Website

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*